Crônicas Destaque

105 ANOS DE HISTORIA

Mais um mês se passa e com ele vem à comemoração de fundação de uns dos maiores clubes que existe no Brasil. O Sport Clube Corinthians Paulista foi fundado no 1º de setembro de 1910 e hoje completa 105 anos de vida. Foi fundado por um grupo de operários que trabalhavam no Bom Retiro e daí pra frente foi construindo sua historia por lagrimas, sofrimentos e alegrias.

Todos já conhecem a historia do Corinthians, mas em todos os aniversários de comemoração, invés de relatar tudo isso que os senhores já sabem, prefiro relatar uma historia que passei acompanhando o Corinthians por todos esses meus 41 anos de vida.

Ultimamente temos um adversário que esta complicado de vencer. O Santos não esta dando chance seja dentro da Vila Belmiro ou dentro da Nova Arena do Corinthians. O time da baixada vem levando a melhor diante do Corinthians.

fadebate_105_corinthians

De toda forma para comemorar esses 105 anos, quero relembrar um jogo que foi duro, marcante e muito emocionante entre as duas equipes que ocorreu no dia 13 maio de 2001 na semifinal do paulistão.

A primeira partida não pude ir, pois não estava em São Paulo, mas tudo acompanhar tudo pelo meu velho e amigo rádio. Ao fim do apito, a partida terminou empatada em 0x0 com Dodô e Marcelinho Carioca desperdiçando cobranças de pênalti. Quase quebrei meu velho amigo, pois não acreditava que na hora H, ele Marcelinho o Pé de Anjo, que nos trouxe muitas alegrias, iria nos deixar na mão.

Por isso me juntei com meu amigo Sidnei Alves de Lima e decidimos ir no jogo seguinte. Naquela época os jogos aconteciam no Morumbi e com intervalo de uma semana. Então imagine como a passamos a semana, com a ansiedade no último. Coisa de torcedor mesmo.

Finalmente chega o domingo. Lá vamos nós para o Morumbi.

Pegamos o ônibus na Republica e juntamente com mais de 40 mil torcedores chegamos ao Morumbi com a esperança de levar a classificação. Mesmo sabendo que o empate era do Santos por ter melhor campanha. O dia começou quente e prometia.

Como de costume chegamos 4h antes de começar a partida. Fomos para a barraquinha do cachorro quente e pernil e por lá ficamos. Cumprimentava a rapaziada que chegava e encostava para falar sobre a expectativa do jogo. Na realidade somos todos profundos conhecedores de futebol, de comentários e de palpites, isso na nossa concepção.

Quando entramos no velho e eterno salão de festa, o Morumbi, o clima era de pura euforia. As torcidas divididas meio a meio por uma corda, que aos poucos foi sendo arrastada para o lado Santista, pois a torcida do Corinthians estava em maior numero. Quando começou partida, o anel superior esta totalmente lotado. E a nossa confiança lã em cima.

fadebate_2001

Começa o jogo e tudo que não queria que acontecesse estava acontecendo. O Santos jogando pelo resultado e o Corinthians indo pra cima de qualquer jeito.

A festa deu lugar à apreensão quando Renato abre o placar para o Santos. Foi um verdadeiro banho de agua fria. A grande vantagem que logo em cima, exatamente a um minuto, Marcelinho Carioca empata o jogo. E foi um gol chorado, pois ela bateu nas duas traves antes de entrar. Mas o que valia mesmo era o empate e de volta a partida.

Acaba o primeiro tempo com a esperança de ter um segundo ainda melhor e mais fácil para o Corinthians. Mais uma vez tudo saiu ao contrario. E para ajudar, São Pedro mandou uma chuva torrencial. Daquelas para lavar a alma e muito mais.

A segundo tempo ia se passando, a chuva não parava e o Santos melhor em campo. E agora o que fazer? Nem a torcida cantava mais. Não sei se já não acredita, mas sei que ninguém arretava o pé do estádio e nem tirava os olhos do campo.

Aos 45m a chuva diminui um pouco, só foi o tempo de secar os olhos e voltar o olhar firme ao gramado.

Enquanto a torcida do Santos cantava alto e forte, alguns de nós já se sentaram como se estivessem já pressentindo o pior. Mas foi ai que as coisas mudaram num piscar de olhos. Quem sentou, não viu a bola que Andrezinho jogou na esquerda para Gil, que em alta velocidade passou pelo André Luiz que ficou sentado na linha de fundo. Ao cruzar para trás, Marcelinho fez o corta luz para que Ricardinho batesse de chapa e fizesse o gol aos 48m do segundo.

fadebate_corinthians_2001

O grito se misturou com as lagrimas, o abraço apertado no Sidnei e a euforia era tanta que nem sabia o que fazer. Foi um vulcão que explodia de alegria.

Após o gol a chuva voltou ainda mais forte, torrencialmente para lavar alma, renovar as esperanças e de mostrar que corintiano sofre mesmo, até o apito final.

Daí o final dessa historia você já sabe. Corinthians venceu na final o Botafogo (SP) e se consagrou campeão paulista de 2001.


FICHA TÉCNICA

CORINTHIANS: Maurício, Rogério, João Carlos, Fábio Luciano e Kléber (Andrezinho); Otacílio (Marcos Senna), André Luís, Ricardinho e Marcelinho; Ewerthon e Paulo Nunes. Téc.: Vanderley Luxemburgo

SANTOS: Fábio Costa, Russo, Galván, Claudiomiro e Léo; Paulo Almeida, Rincón, Renato e Robert; Dodô (Caio) e Deivid (André Luís). Téc.: Geninho

Local: Estádio do Morumbi – São Paulo (SP)

Data: 13/05/2001

Árbitro: Alfredo Santos Loebeling e Sálvio Spínola Fagundes

Público: 54.637

Renda: Não disponível

Gols: Renato (34 – 1º), Marcelinho (35 – 1º) e Ricardinho (48 – 2º)

Parabéns SPORT CLUBE CORINTHIANS pelos seus 105 de vidas marcadas por derrotas, queda e pelas vitorias que alcançaram a América e o Mundo.

Futebol Alegria e Debate, o seu portal do esporte.

Um grande e forte abraço,

andre_soares_portal