Destaque Entrevista

ENTREVISTA COMEMORATIVA

No curto tempo de existência e da criação do Futebol Alegria e Debate, Miguel Nascimento foi uma das pessoas que acreditou no nosso trabalho e a três anos vem colaborando semanalmente com sua coluna, que sempre nos trás assuntos diversificados e sobre a paixão no futebol português e inglês.

Para comemorar esses três anos, resolvemos fazer uma entrevista comemorativa com Miguel.

1) Miguel, três anos como colunista do Futebol Alegria e Debate, o que mudou nesse período?

É verdade, como o tempo passa! Tem sido muito gratificante saber que as minhas colunas têm a maior receptividade e interesse por parte dos leitores. Quando comecei, em Outubro de 2011 não tinha ainda a consciência do alcance e visibilidade que as minhas crônicas poderiam vir a ter. O balanço é, sem dúvida, muito positivo.

O facto de escrever semanalmente redobrou a minha atenção em relação a outros campeonatos e acontecimentos desportivos. Tento manter-me bem informado e faço por vezes alguma pesquisa de dados, naturalmente.

2) Recentemente tivemos a realização da Mundial de Seleções no Brasil, o que você achou?

Normalmente sigo sempre este tipo de competições muito de perto. Foi uma vitória justíssima da Alemanha, que mostrou superioridade em todas as fases da prova. A disponibilidade física dos seus jogadores foi incrível, mesmo com níveis atmosféricos que em nada lhes era favorável. Previa-se que seria a Copa de Messi, Neymar ou Ronaldo, mas acabaram por ser os alemães os grandes protagonistas. A estrela do mundial não foi um só jogador, foi uma equipa inteira.

3) Infelizmente Portugal não avançou, o que você avaliaria o que deu errado?

Era previsível que tal acontecesse. A qualificação de Portugal para a Copa já tinha sido sofrida. É importante não esquecer que só após disputar o play-off com a Suécia, Portugal conseguiu o apuramento para a competição.

Depois, o primeiro jogo do Grupo – a derrota em Salvador com a Alemanha por 4-0 – traçou o destino da seleção portuguesa. Foi um golpe duro na confiança dos jogadores portugueses, onde acabaram também por perder alguns jogadores titulares para os jogos seguintes.

Bom, não podemos esquecer que no Grupo de Portugal estavam também o Gana e os Estados Unidos que são, sem duvida, boas seleções.

Colunista Miguel Nascimento
Colunista Miguel Nascimento

4) Logo ao fim da Copa, Portugal mudou de treinador para a disputa das eliminatórias para a Euro e a seleção não começou bem. Qual é o problema nesse inicio?

A mudança de treinador deu-se justamente após esse primeiro mau resultado, no inicio da qualificação para o Euro 2016. Portugal jogou e perdeu com a Albânia e os alarmes de fim de ciclo começaram a soar.

Trocar de equipa técnica significaria uma renovação também de jogadores. A saída de Paulo Bento fez regressar imediatamente alguns dos melhores jogadores portugueses com quem Bento não contava, como Tiago, Ricardo Carvalho ou Quaresma.  Com a re-integração destes jogadores a equipa melhorou automaticamente, como comprova o resultado seguinte, a vitória em Copenhaga diante da Dinamarca

5) Qual o significado de ter três clubes na disputa da Champions League esse ano?

É muito positivo para os clubes envolvidos mas também para o futebol português. Fazer uma boa prova acaba sempre por trazer grandes benefícios financeiros para os clubes e obviamente alguns jogadores saem sempre valorizados.

Ainda assim, penso que os clubes portugueses terão sempre mais hipóteses na Liga Europa.

A partir da fase de grupos, a Liga dos campeões atinge um nível muito elevado que F.C.Porto, Benfica ou Sporting não deverão conseguir acompanhar.

6) Qual o clube que está mais equilibrado Porto, Benfica ou Sporting?

Os 3 clubes têm bons planteis. No F.C.Porto entraram este ano alguns jogadores de qualidade que poderão trazer mais soluções à equipa. As saídas de Fernando e Mangala para o Man. City acabaram também por trazer mais valias financeiras importantes.

O Benfica fez uma grande temporada no ano passado e como consequência disso perdeu muitos jogadores da sua equipa titular, Cardoso, Rodrigo, Oblak, Garay, Siqueira e Markovic… Foram vendas inevitáveis face ao assédio de clubes de outras ligas mais atrativas. Ainda assim, as entradas de Talisca, Lisandro Lopez e Jonas poderão voltar a equilibrar a equipa.

O Sporting está de regresso aos grandes palcos europeus e tem uma equipa muito jovem e determinada. O regresso de Nani provocou uma onda de motivação na equipa e junto dos seus adeptos. O plantel tem muitos e jovens jogadores, e é neste momento a equipa que mais jogadores fornece à seleção nacional portuguesa.

 7) Cristiano Ronaldo vem quebrando recorde atrás de recorde, qual o significa disso para o futebol português?

Olha, é sempre difícil fazer comparações com atletas de outras gerações. É aquela velha questão de quem foi o melhor futebolista de todos os tempos. Não é fácil analisar, pois cada época tem suas especificidades.

Mas sem dúvida que o Cristiano é dos jogadores mais completos do futebol mundial. Quando terminar a sua carreira, CR vai ser considerado um dos 5 melhores futebolistas de sempre, isso não tenho duvidas.

O futebol português só pode orgulhar-se desse facto. CR ficará imortalizado na história da modalidade.

8) Uma mensagem para as nossas leitoras e leitores do FAD

O balanço destes 3 anos tem sido, como disse, muito positivo. Não só pelo número de acessos às minhas colunas – o número crescentes de likes e partilhas, como também pelo surpreendente registo de visualizações em diferentes países.  Por tudo isso, o meu compromisso aumenta a cada semana.

A mensagem posso deixar será obviamente de um enorme agradecimento. Estamos juntos, muito obrigado a todos!!

 Quem ama o esporte, acompanha o Futebol Alegria e Debate.

Um grande e forte abraço,

andre_fadebate