Destaque Entrevista

NOVO COLUNISTA

Olá leitoras e leitores do Portal Futebol Alegria e Debate, é com muita felicidade que estamos aqui para anunciar que a partir de hoje   teremos um novo colunista, que virá para fazer parte do nosso time.

Cada dia que passa o Portal vem se construindo como uma grande opção na formação e divulgação do esporte no Brasil. E quando você cresce, precisa aumentar a sua equipe, para poder levar todos os assuntos a cada um das nossas leitoras e leitores.

Vamos conhecer um pouco de Sandro Gavião.

Nome: Sandro Gavião

Nascido em: 29/10/1976

Hobby: Difícil definir meu hobby, já que levo a sério tudo que os outros consideram hobby. Mas vou considerar aquilo que atualmente estou dedicando menos tempo.

Sou baterista, desde os 12 anos de idade. Toco numa banda de rock que se chama The Silent Party

Qual Esporte pratica: Mountain bike, ciclismo de estrada. E para completar os treinos faço musculação e corrida de rua

FADebate – Como conheceu o Futebol Alegria e Debate e como surgiu a oportunidade de ser colunista?

SG – Através de outro colunista. O Nelson Oliveira

FADebate –  Conte um pouco sobre você?

SG – Sou um pouco tímido, não gosto muito de falar de mim rsrsrs! Mas vou tentar!

Desde criança sempre fui muito “rueiro”, ganhei minha primeira bicicleta com uns 6 anos, aí foi só dor de cabeça pro meu pai rsrsrs! Já fiquei doido pra sair e pedalar na rua.

Sou aquele tipo de cara que faz aquelas coisas que os outros sempre dizem: Você é doido! Rsrs! Prefiro acampar a hotel, bike a futebol e tudo aquilo que seja novo e me desafie.

Sou publicitário e pós-graduado em administração de empresas pela FGV. Atualmente a maior parte do meu tempo é dedicado ao site almaoutdoor.com.br

FADebate –  De que forma você como o esporte é tratado no Brasil?

SG – Da mesma forma que é tratada a educação, a saúde, transporte público… Só vale a pena investir se render votos nas eleições seguintes ou entrar dinheiro no bolso através de desvios.

FADebate – Como surgiu a ideia de criar o site Alma Outdoor?

SG – As pessoas estão anestesiadas, mortas por dentro, mas elas não sabem. São escravas da tecnologia, da televisão, da preocupação em acumular coisas, em ter um carro do ano, um cargo de prestígio. Isso só causa ansiedade, estresse, depressão… Vejo um monte de gente reclamando que não tem tempo para ler um livro ou sair pra correr, mas sabe tudo que está acontecendo na novela e com as estrelas da TV e acham que aquilo é a realidade, mas a realidade é o que acontece lá fora. Ver o amanhecer no topo de uma montanha é uma emoção que nenhum programa de TV vai lhe proporcionar.

 Cara! Tem gente que tem medo de borboleta, de passarinho, medo da vida de verdade. Parece papo de bicho grilo né? Rsrsrs

O universo outdoor é algo incrível, é feito por pessoas que se superam todos os dias, superam seus medos, seus limites e fazem coisas maravilhosas. Conhecem o mundo de verdade e não através de uma tela de plasma de ultima geração.

O site é sobre tudo isso. É para pessoas que gostam de viajar, praticar esportes, tem preocupação com a saúde do corpo e do planeta.

FADebate –  A Copa e a Olimpíadas passaram pelo Brasil. O que esses dois eventos deixou em sua visão?

SG – Esses dias eu estava lembrando que, apesar de eu ser contra a realização das olimpíadas por aqui, assisti maravilhado a abertura dos jogos. Fiquei empolgado em ver os atletas carregando aquelas sementes e que tudo aquilo viraria o bosque dos medalhistas. Mas nada aconteceu. Nenhuma arvore foi plantada. Me senti um pateta por ter acreditado naquele conto de fadas brasileiro.

E é assim com todo o legado olímpico que simplesmente não existe. Fico bem triste com tudo isso.

FADebate – O esporte brasileiro vem passando por denuncias no futebol, no vôlei e no basquete, como você vê isso?

SG – Quando um esporte esquece a sua essência e passa a servir como um instrumento para os mandachuvas é sempre triste.

FADebate – Sabemos que no Brasil é o país do futebol, como poderia criar oportunidades para outros esportes?

SG – É uma questão de cultura. Eu acho incrível quando vejo a França, por exemplo, que é fã do futebol, mas também do ciclismo e torcem pelos atletas do mesmo jeito. Essa semana entrevistei um ciclista que é um dos 3 únicos do mundo todo que conseguiu completar o redbull Trans-siberian, a prova de ciclismo mais difícil do mundo. E ele teve que catar latinhas para conseguir recursos para representar o país nessa prova. E do outro lado temos jogadores de futebol ganhando rios de dinheiro. Sei que os jogadores que ganham rios de dinheiro não são a maioria. Mas é injusto. Sinceramente não sei como mudar isso. Talvez quando as empresas perceberem que investir em outros esportes pode dar um grande retorno também.

FADebate – Já participou de alguma competição? O que você acha sobre os X Games?

SG – Já participei de algumas corridas de rua e algumas provas de mountain bike. Nada sério. Gostaria de me dedicar mais as competições no futuro.

Acho os X games incríveis, um show a parte. Mas por ser uma marca da ESPN não tem muita visibilidade por aqui.

FADebate – O esporte salva vidas?

SG – Eu moro no mesmo bairro há muitos anos, às vezes vejo algumas pessoas que estudaram comigo, que convivi na infância e na adolescência. Aqueles que praticam esportes estão super bem, com uma aparência feliz e jovial. Já os sedentários parecem sempre estar com um ar cansado, parece que envelheceram mais.

Esporte é uma poupança para o futuro, é o que define se você vai ter que tomar um monte de comprimidos para controlar doenças coronárias, se vai ter uma vida sexual ativa por mais tempo, se vai subir escadas sem dor ou andar de bengala. Quem pratica esporte sempre tem histórias de superação ou até divertidas para contar. São pessoas agradáveis de ter ao lado.

O esporte nos faz seguir em frente, que é o mesmo sentido da vida.

FADebate – Hoje o Futebol Alegria e Debate é um portal de esporte, que esta sendo acessado em 120 país, em todos os estados do Brasil e em mais de 2 mil cidades no Brasil. Qual a mensagem que gostaria de deixar para o nosso público.

SG – Vou encerrar com a frase do escritor norte americano Jack Kerouac, autor de “On the road”, que define bem como penso:

“No final você não vai se lembrar do tempo que passou trabalhando no escritório ou aparando a grama. Escale aquela maldita montanha!”

Esse é o nosso novo colunista Sandro Gavião, que vem abrilhantar ainda mais essa equipe que vem se esforçando a cada dia para trazer e fazer o melhor para vocês nossas leitoras e leitores.

Futebol Alegria e Debate, o seu portal do esporte.

Um grande e forte abraço