Colunista Luiz Ragusa Destaque

NOVO COLUNISTA – LUIZ RAGUSA

Bom dia caras leitoras e leitores do Futebol Alegria e Debate, é com imensa alegria que estamos aqui para anunciar o nosso mais novo colunista. Luiz Paulo Cordeiro Ragusa. Ele semanalmente vai falar sobre saúde, como cuidar do seu corpo e como devemos nos alimentar.

Sem divida esporte é saúde e se é saúda então vamos cuidar bem dela para que possamos viver melhor e assim previnir doenças.

Gostaria de agradecer ao Luiz Ragosa por acreditar no Futebol Alegria e Debate e desejar boa sorte nessa nova etapa.

Vamos conhecer um pouco do nosso novo colunista.

Nome: Luiz Paulo Cordeiro Ragusa

Profissão: Bailarino 

O que faz atualmente: eu treino musculação, ministro aulas de dança e faço eventos diversos

Hobby: ando de skate e luto Jiu Jitsu

FAD – Como conheceu o Futebol Alegria e Debate?

LR – Conheci na verdade através do meu grande amigo André Soares.

FAD – O Brasil no Mundo a fora é conhecido como país do futebol. Na sua concepção como fica os demais esportes nessa linha de pensamento?

LR – Essa é uma questão muito interessante. Eu, desde pequeno, nunca fui muito fã de futebol, amava o boxe, judo e jiu jitsu( apesar de não ser esporte Olimpico) comecei a gostar de futebol quando cresci um pouco, mas a idolatria do futebol no Brasil é muito além do normal. Nós vivemos num pais onde um jogador é tratado como Deus e qualquer outro esportista precisa e MUITO ralar como um condenado pra ter o minimo de destaque. Hoje em dia isso tem mudado um pouco, com a popularização de outros esportes como o MMA por exemplo, mas ainda é gritante a diferença.

FAD – Estamos no ano das olimpíadas, qual sua expectativas sobre esse grande eventos?

LR – São expectativas diversas. . . expectativas de um bom evento como um todo, expectativa de superação dos atletas e principalmente para os novatos nas olimpiadas que sonham com isso a vida toda,praticamente.

_SS_8100

FAD – Diante tantas dificuldades que o esporte brasileiro vem passando, vamos conseguir conquistar medalhas nessas olimpíadas?

LR – Creio que não muitas. Pois isso vem de berço. Tive a oportunidade de ver algum centros de treinamento de boxe olímpico, e as condições são praticamente precárias, não há preparo e tão pouco incentivo, quem pratica, é por amor ao esporte. Em alguns países, o jovem é moldado para ser um atleta, treina desde cedo na própria escola, o mesmo é preparado uma vida toda para exercer tal atividade, essas diferenças de preparo fazem toda a diferença no resultado final. E outra, o Brasil é um pais que só visualiza o Ouro e não o desenvolvimento de seus atletas. Fica algo a se pensar.

FAD – Você pratica esporte de rendimento, explique como é cuidar do corpo?

LR – Sim, no caso a musculação e jiu jitsu. Cuidar do corpo é uma das melhores maneiras de se sentir melhor, tanto fisica quanto psicologicamente. Cuidar do corpo é bom, e não necessariamente ficar com o corpo escultural, mas cuidar da saúde já é cuidar do corpo, é importante desmistificarmos esse estereótipo implantado na sociedade.

FAD – Com os escândalos que estamos vendo envolvendo o futebol, você que se especializou em esporte de rendimento, isso chega a efetuar?

LR – Acredito que seja natural um esporte que tome um espaço gigantesco na mídia e afins, possua suas falcatruas e escândalos de praxe. Claro que, isso tudo envolve dinheiro, um grande problema que vejo do futebol, como um leigo no assunto, é que o amor a camisa e ao esporte em si. Desapareceu. A ganancia reina no mundo dos craques.

FAD – No seu ponto de vista, o povo brasileiro sabe cuidar da saúde?

LR – Acho que hoje em dia, entrou na moda a questão de cuidar da saude, da alimentação e por ai vai. Entrou na moda comer alimentos sem gluten, sem lactose com zero açúcar, muitas vezes nem sabem o por que, mas fazem. Digo que o povo brasileiro esta aprendendo, mas da maneira errada, pois ainda o nosso maior problema é falta de informação, e como se já não bastasse, a falta de vontade de ir atrás da informação. Tambem acredito que no mundo capitalista de hoje, as pessoas tem cada vez menos tempo para elas mesmas, o trabalho e a vida financeira tomam conta de tudo, enquanto o mais importante que é o próprio ser humano fica em segundou ou terceiro plano.

FAD – Não é fácil viver do esporte no Brasil, pois os incentivos são poucos, como você consegui driblar essa dificuldade e mantém o  foco no que você faz?

LR – Eu faço uma ligação entre viver do esporte e da dança, ambos tem inumeras dificuldades. Mas o ponto principal em viver daquilo que se ama fazer, é ser muito bom e fazer com o coração, se no caso, o foco é o dinheiro, então é preferivel escolher outra area. O ponto chave é ser dedicado e ter amor ao que faz, isso faz toda a diferença.

FAD – Como novo colunista do FADebate, qual é a sua expectativa?

LR – Tenho expectativas de compartilhar o máximo de informações e experiências com os leitores. Passar a minha vivencia como bailarino e atleta e com o conhecimento que pude adquirir para todos que se interessarem a ler. Me prontifico a ser um alguém na vida de cada um que acessa o blog que vai somar, que via edificar mais a vida de cada leitor. É o meu compromisso com cada um.

FAD – Hoje o Futebol Alegria e Debate é acessado em mais de 130 países, está em todos os estado 27 do Brasil, em mais de 1650 municípios e tem um acesso diário de 52 mil. O que gostaria de deixar para as nossas eleitoras e eleitores?

LR – Quero que todos os leitores acreditem, acreditem na auto superação e na auto motivação. Quero poder ajuda-los a cuidarem melhor do corpo e da saúde, pois eles sim, lhes garantem melhorias na vida como um todo e que juntos poderemos desfrutar de um bem estar pleno e duradouro. E o melhor, é muito mais facil do que imaginam, só precisam de fé e força de vontade. Vamos juntos!

Um grande e forte abraço,

Futebol Alegria e Debate, com você nas Olimpíadas e com muita saúde!