Crônicas Destaque

PAIXÃO INEXPLICÁVEL

Desde quando nasci, ela já fazia parte dos meus primeiros passos. Ao deitar, era com ela que eu abraçava. Quando acordava era com ela que eu levantava. Foi assim que fui crescendo e me apaixonada cada vez mais por ela.

Ela serve de inspiração para alguns. Serve de talento para outros, mas para muitos ela chega a ser um pesadelo.

Sua historia começou a muito tempo atras. Mas foi através de um inglês, que ela chegou ao Brasil com a responsabilidade de emplacar um novo esporte, que ate então era desconhecido para o povo tupiniquim.

Mas em pouco tempo ela caiu aos braços do povo e logo se tornou paixão nacional. Passaram-se alguns anos até ela seduzir e fazer parte da vida de um garoto de 17 anos. Ele a tratava com muito carinho, com jeito e com muita habilidade impressionante, tudo que a fazia feliz. Não durou muito para que eles formarem uma dupla implacável.

Depois desse encontro tudo mudou para o Brasil. Com ela nos tornamos cinco vezes campeões do Mundo. Nos tornamos os melhores do Mundo e com ela debaixo do braço e perto dos pés, Edson Arantes do Nascimento, se tornou o Rei Pelé.

Com o título de rei, Pelé se tornou até frase do nosso Carlos Drumont de Andrade que não deixava de ressaltar: ” O difícil, o extraordinário,  não é fazer mil gols,  como Pelé. É fazer um gol como Pelé.”

Depois do Rei surgiram novos súditos que tentaram roubar o seu trono, como Maradono, Ronaldo, Romário, Zico, Rivelino, Garrincha, Zito e outros que tratavam ela como muito carinho, mas com o Rei foi paixão a primeira vista.

As quartas feiras e domingos,  são esperadas como aquela musa que surge na passarela e deslumbra a sua beleza para todos.  A sensação de vê-lá rolando pelos gramados do Brasil, tirando os suspiros de alegria ou tristeza chega a ser incontrolavel.

Essa paixão é algo inexplicável. Surge como um tufão e acaba gerando um sentimento egoísta de algumas pessoas que é o ciúmes. Aquelas pessoas que não entende como essa paixão surgiu. E olha que é muito complicado de se explicar.

Tem alguns que fazem ela rolar como uma pluma. Tem outros que a tratam como uma qualquer sem importância e normalmente sempre acabam sendo punidos por ela.

Sendo tratada bem ou mal, o lugar que ela mais gosta de repousar e no fundo das redes, onde em qualquer lugar do Mundo uma lagrima é derramada seja de alegria ou tristeza de vê-lá se aconchegar ao fundo das redes.

Não sou aquele habilidoso, mas trato ela com muito carinho. Sei aonde ela gosta de ficar e por isso tanto o futebol e a bola, fazem parte da minha vida como o ar é essencial para a minha sobrevivência.

Escrito por André Soares

andre@andressoares.com

twitter: @andressoares