Artigos Destaque

POLÍTICA E ESPORTE (619)

Sempre acreditei que a política nunca deveria andar com o esporte ou que nem fizesse parte do esporte, mas a cada dia que passa, acredito que a política faz parte do esporte ou melhor a política esta acima do esporte.

Semana passada tivemos um protesto do time Borussia Dortmund, que criticou o nazismo após o crescimento da extrema direita na Alemanha.

Na ocasião, o protesto ocorreu quando saiu o resultado dos novos membros do Bundestag, o Parlamento alemão. A extrema direita (nazista) representa pelo partido Alternativa para a Alemanha (AfD), esta ocupando 94 assentos na Bundestag, equiparando a 13,3% dos votos.

O clube que é totalmente contra ao nazismo e publicou um video onde ridiculariza os nazistas.

No dia 01 de outubro, tivemos o jogo entre Barcelona x La Palmas, onde o clube do Barcelona resolveu jogar de portões fechado, pois nesse dia estava ocorrendo à representação Política da Espanha contra o plebiscito separatista na Catalunha.

Jogadores como o zagueiro Pique, antes da partida ele foi declarar seu voto a favor da independência da Catalunha para se tornar uma país independente.

E hoje pela manhã, mas exato as 6h, Carlos Arthur Nuzman foi preso em seu apartamento no Leblon – Rio de Janeiro, com um mandado temporário de cinco dias, juntamente com Leonardo Gryner, diretor geral do comitê do Rio 2016 e membro do COB (Comitê Olímpico Brasileiro).

Nuzman é acusado de pagar propina para compra de votos para que as olimpíadas pudessem acontecer no Rio 2016 e a venda do seu voto para as olimpíadas de Sochi na Rússia para os jogos de inverno de 2014.

Essas artimanhas são usadas a muito tempo, seja na FIFA ou no COI que usam descaradamente as vendas e compras de votos para poder facilitar os seus interesses.

Nuzman esta a 20 anos como presidente do COB andam com um verdadeiro imponente e intocável pelo Mundo, mostrando o seu poder. Infelizmente quem sofre é o esporte no Brasil que a cada dia acontece um escândalo de desvio de dinheiro nessas federações que parece mais calabouço de ratazanas que vivem sangrando o esporte brasileiro.

O exemplo do Borussia e do Barcelona, vem de encontro a um grande fato, que lá os atletas tem lados e se contra põe e falam de política, já aqui no Brasil, os atletas preferem se esconder atrás dos seus contratos, dos seus empresários e até mesmo desses dirigentes que vem acabando com o esporte no Brasil.

Claro que não são todos que ficam nas sombras, temos alguns que procuram se manifestar e quando isso acontece, acabam sofrendo punições, caso de Joana Maranhão.

Agora temos um presidente da CBF o Sr. Marco Polo Del Nero que não acompanha a seleção brasileira, pois tem medo de ser preso e agora o presidente do COB preso. Será que o esporte no Brasil não vai acordar para essa realidade que estamos vivendo?

Particularmente, acredito ainda que temos chance sim de melhorar. Não podemos perder a esperança.

Um grande e forte abraço

Futebol Alegria e Debate, o seu portal do esporte.