Crônicas Destaque

UM DOMINGO ALÉM DO FUTEBOL

Futebol é uma palavra que trás uma dimensão imensurável de alegria, satisfação, tristeza e muita agonia. Claro que quando seu time ganha, essa alegria é externada de uma forma contagiante. Ao empatar fica aquele gosto na garganta que poderia ter sido melhor e quando acontece a derrota, a decepção fica nítida, mas na mesma hora o pensamento é: vamos para o próximo jogo, será melhor. Vamos vencer.

Além das quatro linhas, o futebol uni gerações de famílias e amigos que vão ao estádio acompanhar não só o seu time de coração, mas vão ao estádio para simplesmente passar uma tarde maravilhosa com amigos e com a família.

Nesse domingo, 05.04.15, tivemos o clássico entre Corinthians x Santos, por si só o clássico trás grandes recordações. Quantas vezes Pelé fez alegria santista por 11 anos e 22 partidas, deixando o Corinthians num verdadeiro tabu eterno, que foi quebrado em 1968 com os gols de Paulo Borges e Flávio, em 1968 que acabou com esse tabu.


Corinthians x Santos – 1968

Como não lembrar das eternas pedalas de Robinho em cima do Rogério na final do paulista, ou do corte do Gil em cima do zagueiro André Luiz e na finalização de Ricardinho, classificando o Corinthians no último segundo. E sem falar no gol do Ronaldo Fenômeno que encobriu Fabio Costa, marcando um golaço na Vila Belmiro.


Pedaladas eternas de Robinho


Semifinal do Paulista de 2001 – gol no último segundo de partida

O clássico desse domingo ficou marco não pelo jogo, que por sinal foi um grande jogo, mas sim por estar na arquibancada com meu velho e grande amigo Douglas Catarino, com seu pai Nilson Catarino, com seu irmão Deglie que estava com seu filho Leandro. Sem contar no Ricardo que sempre estamos juntos na Arena.

Na arquibancada eu olhava seu Nilson com seus filhos e neto juntos torcendo pelo menos time, sem todos serem torcedores corintianos, foi algo marcante, pois só o clássico entre Corinthians e Santos, é capaz de unir uma família em prol de um domingo maravilhoso, apenas para assistir uma partida de futebol.

fadebate_familia_arena

Quando o Corinthians abre o placar a comemoração é contagiante que o abraço é inevitável, fazendo com que até quem não é corintiano, acabe abraçando e vibrando contra seu time de coração. Mais como os deuses do futebol existem, ele não poderia deixar um time sair vitorioso e para ser justo, fez com que o Santos empatasse a partida e ai aquele mesmo torcedor santista no meio da torcida corinthiana, pode vibrar com o seu olhar compenetrado, observando Ricardo Oliveira comemorando com a torcida santista.

Por isso o futebol é maravilhoso. Tivemos uma tarde de domingo inesquecível acompanhando Corinthians x Santos na Arena Corinthians, onde o Timão não perde a 22 jogos e na companhia de amigos Corinthianos, Santistas e até São Paulinos.

Só o futebol pode unir gerações, amigos e torcedores de clubes diferentes.

Futebol Alegria e Debate, o seu portal do esporte.

Um grande e forte abraço,

andre_fadebate