Destaque Esportes

WIMBLEDON

Nesse final de semana acontece a grande final de Wimbledon, tanto masculina como a feminina. O que foi mais chamou atenção nesse Grand Slam, foi a participação de Serena Williams e Novak Djokovic.

A Serena se afastou das quadras por 10 meses, pelo fato de ter decido se tornar mamãe. Era um sonho da atleta que concretizou com muita alegria.

E mesmo fora de ritmo, ela resolveu voltar a jogar e consegui chegar a final. Infelizmente na final, ela foi superada pela alemã Angelique Kerber por 2 sets 0 com parciais de 6×3 e 6×3.

Mesmo com a derrota, Serena estava muito feliz de ter voltado a competir.

Djokovic foi um caso diferente. Ele alegou não estar mais focado e nem que o tênis era sua prioridade mais.

Por isso ele se afastou das quadras para cuidar da família, viver coisas novas e cuidar da mente.

Ele se desligou totalmente do esporte.

Quando resolveu retomar as quadras, sua colocação no ranking caiu vertiginosamente, começou a perder jogos fáceis e perdeu para jogadores com menor expressão.

Só que nesse tornei de Wimbledon, mostrou um  Djokovic voltou com brilho no olhar, voltou a comemorar e voltou a jogar muito tempo.

Chegou a final e venceu o Sul Africano Kevin Anderson por 3 sets 0 com as parciais de 6×2, 6×2 e 7×6.

Foi uma vitória da superação mental. Uma vitória do corpo e uma vitória na vida.

Novak Djokovic é uma lição de vida.

Um grande e forte abraço

Futebol Alegria e Debate, o seu portal do esporte